Vestes Países

Atos proféticos sobre países são muito comuns e belíssimos em ministrações proféticas de missões. Pois bem.

No dia 8 de outubro, um sábado, acontecerá aqui em Recife-PE, no Colégio Presbiteriano Agnes Erskine, a chamada MISSIOFEIRA, uma mega feira de missões, organizada pela Sinodal de SAFs (Sociedades Auxiliadoras Femininas), da Igreja Presbiteriana do Brasil. Várias igrejas do Recife, de Pernambuco e até de outros Estados estarão conosco neste dia. Será um dia inteiro de louvor, adoração, oficinas, feira de missões, stands com exposições de materiais, além da presença de missionários e um grande culto na Quadra Poliesportiva do Colégio, com ministração de louvor e adoração com danças proféticas.

Eu estarei, neste dia, ministrando uma oficina de teatro missionário, às 14h. E, à noite, estaremos, o Ministério Jauel e o Ministério Batzion, ministrando profeticamente sobre os diversos continentes.

Isso me fez lembrar sobre as vestes de diversos países, vestes de bandeiras e tantas outras vestes utilizadas para ministrações missionarias. Por isso, vou falar delas aqui.

As vestes são a principal característica para ministrar sobre um país, uma nação, uma cultura específica, além da Bandeira desse país. Por exemplo:

O Brasil é uma cultura tão rica, que para ministrar sobre o Brasil, é preferível usar a bandeira, que em qualquer lugar do mundo, é reconhecida como a Bandeira do Brasil. Já alguns países, as bandeiras são muito similares, às vezes só mudando a ordem das cores, então, fica dificil a identificação, mas, com a caracterização da cultura daquele país, fica bem mais fácil.

África

A África é um exemplo disso:




A África pode ser representada por túnicas de cores fortes, estampas geométricas. Os formatos das túnicas podem ser estilizados, ou blusas modernas com estampas africanas e calças compridas, enfim, vale a criatividade em cima do que é tradicional. Os adereços são parte importante, colares de duas cores contrastantes, acessórios grandes etc. A maquiagem pode buscar os símbolos tribais, ou maquiagem tradicional, destacando os olhos e deixando os lábios mais dourados. Use cores de terra e pastéis.


China

A China também tem o problema da bandeira, que é toda vermelha, com um símbolo (brasão) dourado. Utilizar as cores apenas pode remeter a outro país. Mas, seus trajes típicos nos fornecem muito material para criação:




Perceba que a maquiagem chinesa é bastante expressiva nos olhos, mas sem deixar de destacar as maçãs do rosto e os lábios.


Japão

Os japoneses vivem uma mistura entre o tradicional e o moderno, e isso também se reflete nas roupas. Andar pelo Japão pode significar cruzar com diferentes tribos, como as adolescentes que se vestem de maneira peculiar, as mulheres que se vestem de maneira tradicional, e os que se vestem como os ocidentais. São tantas as maneiras de criação que podem ser refletidas nas vestes que vai de acordo com a idéia de cada um.

O tradicional é mais "identificável", digamos assim, para o Japão, pois é bem característico:




As roupas "kimono" são bem típicas, você pode construí-las facilmente com um roupão de seda florido, calças da cor predominante etc. Ou pode mandar fazer, lembrando que o tecido mais apropriado é a seda, com estampa de flores minúsculas.


A maquiagem é forte, rosto branco, sobrancelhas finas (não precisa fazer a sobrancelha, basta apagá-la com corretivo, cobrir o rosto com pancake branco e traçar a linha fina da sobrancelha com lápis preto), sombra forte, geralmente vermelha, mas pode ser rosa pink - fica lindo - bastante rímel e lápis de olho, boca apagadinha para fazer novo contorno com lápis vermelho e batom vermelho.






Podem ser usados os mais diversos acessórios, como o leque e a sombrinha, que são os mais tradicionais.


Índia

Lenços e penduricalhos. Isso traduz muita coisa do que é a veste indiana. Lenços coloridos, cheios de detalhes, pedrarias. Muito tecido bordado. E muitos, muitos acessórios, pulseiras, brincos, correntes, colares, dourados e mais dourados. Muito ouro.

A novela ao menos nos trouxe mais material de pesquisa, né? Nenhuma apologia à novela, gente. É só como demonstração. Aqui, a atriz mostra como as indianas gostam de se enfeitar, não só com maquiagem, mas com pedrarias. Isso mostra o quão rica a mulher ou sua família é.

Túnicas de diversos formatos, com muitas cores, e o dourado permanece como uma cor "rica" no meio das outras cores fortes.


A maquiagem é forte, principalmente nos olhos, destacando-os. Os lábios também são destacados, mas não muito com o vermelho, opte por cores terra, bronze, marrom e vermelho mais escuro, fechado. As indianas marcam o terceiro olho sempre, seja com maquiagem, com uma pedra, ou um pingente pendurado do alto da cabeça. Isso é uma forma de homenagear seus deuses através deste chacra. Preferimos evitá-lo, e, se for para deixar mais clara a nacionalidade que se está representando, faça apenas uma pequena marca, sem nenhum formato específico.


Outras nacionalidades, principalmente as ocidentais, você pode representá-las com a bandeira.

E faça uma ótima ministração profética!
Deus abençoe!

Share this:

JOIN CONVERSATION

    Blogger Comment

0 comentários:

Postar um comentário