Estrela de Israel - Símbolos na Dança

Olá, amados irmãos.
Visitando alguns blogs de outros irmãos em Cristo, que se dispõe a fazer este mesmo trabalho, de ajudar ministros de dança no trabalho ao Senhor, vi algumas fotos como estas:









Esta estrela é comumente conhecida como Estrela de Davi, ou Estrela de Israel, por estar presente na bandeira de Israel:



É um erro chamá-la de Estrela de Davi, pois este hexagrama, como os místicos chamam a estrela de seis pontas, já era conhecido na Índia por volta de 4.000 a.C. Apesar de ficar conhecida como símbolo do judaísmo, ela nunca foi, portanto, de uso exclusivo dessa religião, e pode ser vista também na arte muçulmana e em muitas catedrais cristãs da Idade Média. A estrela foi consagrada como símbolo oficial da comunidade judaica de Praga, na atual república Tcheca, somente no século XVII.



A estrela de seis pontas é um símbolo muito conhecido, usado como talismã, amuleto atrativo de energias positivas, recomendado contra qualquer tipo de adversidade. É confeccionada como figura ou objeto, e pode ser encontrada em ambientes, roupas, publicações, ornamentações, anéis, medalhas, pingentes, etc.

Nos livros de todos os mestres ocultistas do Ocidente existem comentários a este símbolo, também conhecido como Estrela de Davi ou Selo de Salomão, denominações que indicam sua antigüidade.

De fato, a estrela com seis pontas remonta às eras pré-cristãs, época veramente nebulosa, e não é uma exclusividade da cultura judaica; ao contrário, pertence ao acervo de signos mágicos de diferentes povos em diferentes épocas.

A estrela é um legado que os patriarcas de Israel receberam no contexto do sincretismo religioso resultante do encontro das culturas hindu-arianas (Índia) e semitas da Mesopotâmia (atual Iraque). Desde Abraão, a estrela atravessou séculos até chegar ao Rei Salomão, filho do rei Davi. Os segredos da Estrela foram revelados a Salomão como parte de sua iniciação nos "Mistérios de Deus". Na verdade, Salomão no fim de sua vida foi um mago, conhecedor de forças metafísicas e adorador de deuses de religiões ocultistas. Veja na Bíblia:

"E o rei Salomão amou muitas mulheres estrangeiras, além da filha de Faraó: moabitas, amonitas, edomitas, sidônias e hetéias, das nações de que o SENHOR tinha falado aos filhos de Israel: Não chegareis a elas, e elas não chegarão a vós; de outra maneira perverterão o vosso coração para seguirdes os seus deuses. A estas se uniu Salomão com amor. E tinha setecentas mulheres, princesas, e trezentas concubinas; e suas mulheres lhe perverteram o coração. Porque sucedeu que, no tempo da velhice de Salomão, suas mulheres lhe perverteram o coração para seguir outros deuses; e o seu coração não era perfeito para com o SENHOR seu Deus, como o coração de Davi, seu pai, porque Salomão seguiu a Astarote, deusa dos sidônios, e Milcom, a abominação dos amonitas. Assim fez Salomão o que parecia mal aos olhos do SENHOR; e não perseverou em seguir ao SENHOR, como Davi, seu pai. Então edificou Salomão um alto a Quemós, a abominação dos moabitas, sobre o monte que está diante de Jerusalém, e a Moloque, a abominação dos filhos de Amom. E assim fez para com todas as suas mulheres estrangeiras; as quais queimavam incenso e sacrificavam a seus deuses. Pelo que o SENHOR se indignou contra Salomão; porquanto desviara o seu coração do SENHOR Deus de Israel, o qual duas vezes lhe aparecera." (I Reis 11:1-9)

A "lenda histórica" conta que Salomão teve Revelação das Ciências Ocultas, que consiste na Cabala Judaica (misticismo judaico), magia das relações de poder entre números e símbolos.

Quem usa a estrela, como um objeto, ou coloca sua figura em um ambiente, está fazendo uma declaração de adesão aos significados que ela encerra.

Helena Petrovna Blavatsky, fundadora da Sociedade Teosófica, cujo lema é "Não há religião superior à verdade" e cuja filosofia resgata textos sagrados hindus, também comenta o significado da Estrela, que adverte "é erroneamente denominada de o Selo de Salomão", no quarto volume "A Doutrina Secreta":

... o número seis foi considerado nos Antigos Mistérios como um emblema da Natureza física porque o seis é a representação das seis direções de todos os corpos, as seis direções que compõem a sua forma, a saber: as quatro direções que se estendem no sentido dos quatro pontos cardeais, norte, sul, leste e oeste, e as duas direções de altura e profundidade que correspondem ao Zênite e ao Nadir. (...) A mesma idéia se encontra no duplo triângulo equilátero dos hindus (...) no seu país chamado signo de Vishnu, o Deus do Princípio Úmido e da Água (...) o triângulo inferior, com seu vértice voltado para baixo, é o símbolo de Vishnu (...) ao passo que o triângulo com o vértice para cima, é Shiva, o 
Princípio do Fogo... (BLAVATSKY - v. IV - p 161. São Paulo: Pensamento, 2003)

Utilizar a estrela em danças ou na Igreja é um engano terrível. Se vamos fazer cultos de missões ou falar sobre Israel, sobre a Paz em Israel entre outros, vamos utilizar símbolos genuinamente judaicos, como Hannukah, Menorah, cálice, entre outros, ou mesmo a estrela inserida na Bandeira de Israel (isto é, dentro de seu contexto), mas a estrela fora da bandeira é engano e erro. É utilizar um símbolo ocultista.

Não vamos cair no mal, nem mesmo na aparência de mal, irmãos. Não vamos utilizar símbolos carregados de ocultismo em nossa adoração ao Senhor Jesus!
Nós pecamos por não conhecer as Escrituras. Isto significa que se somos ignorantes a um fato, também estamos pecando. Vamos pesquisar, antes de acoplarem qualquer simbologia aos nossos cultos, e à nossa dança!

Glória a Jesus!

Share this:

JOIN CONVERSATION

5 comentários:

  1. Olá Débora, muito gostosa a leitura, embora eu descorde do uso somente na bandeira. Acho que ninguém tá ali pra se declarar "ocultista" e sim para mostrar a cultura do país. A dança tbm é informativa...É claro que podemos usar a Menorah e tantos outros símbolos israelitas. Podemos usar tantas coisas para lembrar de Jesus, mas, a CRUZ é a maior referencia. E cruz não é uma coisa legal, mas todo mundo tá usando ai pra encenar, pregar, envangelizar e tal... Acho que tudo depende do contexto como vc falou, acho que devemos nos perguntar, para qual finalidade? Creio que ninguém fica fazendo formação de estrela de Israel no meio do culto de adoração...Mais quando usado no contexto para falar de Israel é totalmente válida. Graça e Paz!!

    ResponderExcluir
  2. Cruz é sim uma coisa legal. Veja, depende da forma que se usa a cruz, por exemplo. Se você utilizar a cruz, simbolizando nossa salvação pelo sacrifício de Jesus, devemos utilizá-la VAZIA, pois Jesus ressuscitou, e não está mais lá. O maior feito de Jesus não foi só ter morrido por nossos pecados, mas ter VENCIDO A MORTE, nos dando a VIDA ETERNA através de sua RESSURREIÇÃO. Nosso símbolo é a cruz vazia, não o crucifixo.
    E quanto à estrela, a estrela não é o símbolo de Israel, como eu disse anteriormente. Ela, ao contrário da cruz, é carregada de significados do ocultismo, o que independe de quem está olhando conhecer ou não estes significados. Nós, como Ministros da Unção e da Palavra do Senhor, temos que estar atentos a estas coisas, pois, da mesma forma que ministramos salvação, redenção e bênçãos de Deus, devemos bloquear a ministração de maldições. Utilizar a estrela para falar de Israel usando a bandeira é uma coisa. Utilizá-la em uma roupa, totalmente sem o contexto da bandeira, apenas como um símbolo, ou para enfeitar uma dança, etc, complica a coisa toda. Mas, por exemplo, se estivermos falando sobre Israel num culto pela Paz, e dançarmos uma dança israelita e terminarmos com a estrela numa daquelas poses, a coisa toda é diferente, pois tem um contexto. É nossa obrigação abrir os olhos e estar atentos a essas coisas. A postagem foi apenas para esclarecer os irmãos neste sentido.
    Deus te abençoe! E a paz!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bom dia,
      Tenho um testemunho para contar.

      Nosso ministério ganhou uma Bandeira de Israel a duas semanas, levei ela para casa, mais ainda não à usamos porq tive uma inquietação sobre ela. Não sei, mais algo que me incomodou.
      Pois penso como a Debora se à em nós um encargo profético temos que ser prudentes.
      E agora fui buscar estudos sobre a Bandeira, sobre a Estrela e entendi o porq que estava me sentindo incomodada.
      Se não houver um contexto que traga entendimento é melhor nao usar, nós sabemos o que estamos fazendo, mais nem sempre quem esta olhando sabe.
      Entendi que se a mensagem não for clara é melhor não usar.
      Sou do Sul do Brasil e aqui Deus tem usado a Dança d uma maneira linda, ministrando como João Batista.
      E mais uma vez como disse a Debora nem tudo nos convém, foi a primeira vez que acessei a pagina e amei....Que possamos crescer juntas em Graça e conhecimento para a Gloria de Deus.


      Obrigado.



      Excluir
  3. ou seja não posso usar minha estrela de davi na arvore de natal?

    ResponderExcluir
  4. Bem, todas as coisas te são lícitas. Você é que tem que buscar orientação do Espírito Santo. Se você se sentir incomodado de alguma forma, é melhor não usar. Mas, se não, vai na paz.

    ResponderExcluir