quarta-feira, 28 de julho de 2010

Ministrações e Acessórios - Igreja e outros lugares

"Importa que ELE cresça e eu diminua." (João 3:30)



Uma das coisas que Deus tem me incomodado a falar aos Ministros de Dança é sobre o desvio de atenção. Para isso, gostaria de, primeiramente, diferenciar a ministração dentro da Igreja e a ministração em outros lugares.

A ministração com danças não é um show. Não é para entretenimento das pessoas. Portanto, a atenção não deve ser desviada do propósito da dança para o "dançarino" (é isso o que o ministro passa a ser, se a atenção for desviada para si).

O louvor e a adoração devem ser destinados somente a Deus. Ministrar com danças é se colocar como canal de bênçãos para as pessoas, e canal de adoração para Deus. E não como alvo.

Quando nós ministramos em um teatro, ou em uma festa da escola, ou no aniversário de alguém, etc, estamos realizando uma "apresentação especial", vamos dizer assim, que não tem exatamente a ver com o "culto litúrgico" ou "ajuntamento solene". Ainda assim, não é um show. Mas nestes casos, podemos nos utilizar de acessórios, que nos ajudem a interpretar, por assim dizer, aquela dança.

Um exemplo desses "acessórios" é a maquiagem, que pode acompanhar as cores da dança, ou o estilo da dança, ou mesmo uma maquiagem artística, enfim, o que Deus pedir. Para isso, é preciso ter o coração aberto e os ouvidos atentos à voz do Senhor.

Irmãos, entendam. Quando digo essas palavras, não estou sendo de maneira alguma preconceituosa ou intransigente. Há os grupos que gostam de se apresentar utilizando acessórios como estes.

Mas, no culto solene, na liturgia, nós estamos adorando em conjunto. Nós não estamos nos "apresentando", como seria num aniversário, por exemplo. Estamos todos adorando ao Senhor. A utilização de um esmalte escuro que a ministra está usando, ou uma pulseira brilhante que não faz parte da veste de ministração, ou brincos grandes, ou mesmo uma maquiagem carregada desviará a atenção da congregação do seu alvo, que é a adoração, para estes detalhes.

É um perigo que todo adorador e ministro de danças deve evitar.

Nosso ministério tem sido alvo constante de pedradas. Por isso, devemos constantemente nos policiar, para evitar o escândalo.

O que importa para nós, não é o que usamos, mas sim nossa adoração. Veja o versículo em destaque no início desta postagem. Deus tem que crescer, e nós temos que diminuir.

E lembre-se, queridos irmãos: Não é porque Deus te chamou a fazer este serviço que você não deva ser exortado quanto à execução deste. Deus é Deus e nós devemos ser adoradores. Seu Espírito é quem nos deve indicar para onde ir.

Orem, peçam a Deus testificação desta palavra, e sigam ministrando. Mas lembrem-se: é para a HONRA E GLÓRIA SOMENTE DO SENHOR.

Deus seja louvado!

Nenhum comentário:

Postar um comentário